24 de dezembro de 2015

Sandra - "Brincadeiras de todos os tempos"... e um pretexto para falar de Natal


Conheci a Sandra através do Revelando São Paulo, festival que me propiciou ver de perto o fazer criativo de muitos artesãos. Seu trabalho é encantador. Ela cria e recria brinquedos artesanais de outros tempos... Aliás, "de todos os tempos"... Cinco Marias, piões, bodoques, cavalinhos de pau, cordas de pular, fantoches de cone... E bonequinhos de pano de personagens famosos: sereias, baianinhas, Sacis, Emílias, Viscondes...

Tudo lúdico e delicado. E de uma criatividade encantadora! Pedacinhos de pano, de filó, de renda, botões, fitas, cadarços, cordas, cabos de vassoura... viram arremates e adereços para os seus brinquedos e bonecos, quando não o próprio brinquedo! Impossível não voltar a ser criança diante das criações da Sandra... A molecada chega aos montes querendo tocar em tudo, ver com as mãos. Mas também os adultos! Chegam com olhos brilhando de encantamento e sapequice...

Imagino ter sido esse o meu olhar quando eu vi a peça que me cativou... Foi amor à primeira vista! ... Um palhacinho de folia de reis! 


Coisicas Artesanais - Sandra, Revelando São Paulo
É ou não é de se apaixonar??

Aqui devo abrir um pequeno parêntese para explicar que sou apaixonada por diversos festejos e manifestações da tradição popular brasileira (ou das tradições populares no Brasil - para não cometer injustiça, afinal, são diversas!...). Apaixonada assim: de isso causar em mim rebuliço, "vuco-vuco", de fazer "tum-dum" no coração... De isso, de certo modo, me mover...

E, dentre as manifestações todas de cores e música e fé do povo brasileiro, desconfio que a que mais me comova (pelos impulsos irresistíveis de encantamento - e às vezes de choro - que me acometem quando me deparo com uma) seja a Folia de Reis! A batida do bumbo, o toque das caixas, os acordes da sanfona, das violas, os timbres agudos de vozes que se abrem em melancólicos e quase eternos "ai-ais" e "oi-larais", a Bandeira, a abrir caminhos, e a solenidade de tudo isso, e mais ainda as brincadeiras, a chula, as trovas dos palhaços!... É coisa que me arrebata de eu nem saber explicar... 

Não sabendo explicar, fecho aqui o parêntese então...

Daí que..., quando vi aquele palhacinho de folia penduradinho naquele stand..., tão lindo com seu cajadinho, com sua roupinha de chita, com a sua (fofa!) bolsinha de esmolar e guardar balas para as crianças... (cada detalhe tão rico!), a perfeição da máscara com seus aspectos ambíguos de assombro e doçura... Eu me apaixonei de maneira irreversível!


coisicasartesanais.blogspot.com.br
Detalhe

Comprei o palhacinho, fiz foto com a Sandra, conheci marido dela, filha, genro, netos! E agora, toda vez que volto ao Revelando São Paulo, eu passo lá no seu stand pra lhe dar um beijo... E aproveito para observar como as pessoas vão se aproximando com os olhinhos brilhando de curiosidade ou de alegria... Curiosidade se são crianças, pois boa parte dos brinquedos ali é, para a maioria delas, novidade. E alegria se adultos - por essa coisa mágica e transformadora que é reconhecer antigos joguetes e brinquedos que fizeram parte das nossas brincadeiras de infância, ali, tão vivos, tão pertinho e... ao alcance das mãos! 

trabalho da Sandra é comprometido. E tem um apelo forte e quase documental: esse de resgatar e manter vivos os afetos reminiscentes das nossas infâncias, trazendo à tona memórias e aspectos de brasilidade através de personagens da literatura e do folclore que permeiam as nossas fantasias e brincadeiras... de todos os tempos!... 

Quem quiser conhecer o trabalho da Sandra, é só procurar pelo stand da cidade de São Paulo no pavilhão de artesanato do "Revelando...". Por enquanto ela não tem lojinha virtual, mas ela disse que, em breve, terá um link para divulgação e contato e, claro, ele será informado aqui no Coisicas Artesanais!


* * *

Não à toa eu decidi fazer esta postagem no dia de hoje... Hoje, dia em que, conforme nos contam diversas fontes de tradição cristã, uma estrela guia teria surgido no céu apontando o local exato do nascimento do Menino-Deus, levando três reis a iniciar uma longa jornada ao seu encontro. Hoje, dia em que, no Brasil, centenas de ternos e companhias de folia de reis recomeçam sua jornada de fé, refazendo simbolicamente nos seus bairros o caminho dos Reis Magos, visitando casas, levando a Bandeira, louvando lapinhas, cantando esperanças, partilhando o pão e brincando a chula onde houver pessoas e corações que assim o desejem, nos cantinhos e nas casinhas mais iluminados desse nosso Brasil!

Àquele que crê e a quem não crê; a quem tem esperança ou já nada espera; àquele que canta e àquele que cala; a quem gosta e a quem tem suas razões para não festejar a data de hoje... Tenhamos, todos, uma Noite Feliz, de Paz e de Luz!

"Fiquem com Deus-Nosso-Senhor,
lembrando de celebrar,
que Ele nasce é todo dia
no coração de quem amar!"
(Alegria de Reisado (trecho) - Simone dos Santos) 


* * *
...............................................................................................................................................................................................................

10 de dezembro de 2015

Coisicas Artesanais - Mais um Divino


Alguns aqui poderão passar a se perguntar: "mas por que é que este blog se chama Coisicas Artesanais?"... Sim, eu compreendo... Afinal, ele poderia perfeitamente se chamar: "louca por Divinos" (com todo o respeito)... Divinos serão temas recorrentes por aqui!

Dito isto, venho apresentar mais um Divininho que fiz. Este, inspirado no artesanato doce e rústico de Bichinho - na verdade, Vitoriano Veloso, um distrito de Prados que fica praticamente numa beiradinha de Tiradentes - pertín qui!

 
coisicasartesanais.blogspot.com.br
R$ 60,00 + frete

Técnicas e material: pátina de demolição, envelhecimento com betume e carimbos aplicados em quadro de madeira de demolição com tampo de mdf, coração de mdf e pombo de madeira. Acabamento com cera.

Medidas: 24,5 cm x 19,5 cm, com aproximadamente 4 cm de profundidade (considerando a "barriguinha" do pombinho desde o tampo do quadro).

Quem tiver interesse na peça, basta entrar em contato através do e.mail coisicas.artesanais@gmail.com para tirar dúvidas sobre frete e forma de pagamento.
 ..............................................................................................................................................................

9 de dezembro de 2015

Coisicas Artesanais - Porque reciclar é preciso...



Nos dias de hoje, com as pessoas consumindo bem mais do que realmente precisam, eu lembro sempre (ou imagino) coisas da época da vovó... Naqueles dias as pessoas, no geral, não tinham ainda a noção ecológica e climática do curso perigoso que temos tomado, nós, a humanidade, desde épocas muito anteriores à da vovó. Em compensação, o consumismo não era desenfreado como hoje. Ah, e outra coisa (e muito importante, já que é mote desta postagem): não se jogava nada fora!

Em roupa puída, dava-se um pontinho. Sapato de criança era comprado grande e entufado de algodão pra servir por mais tempo. E calça que ficasse curta era passada pros irmãos mais novos... E depois pros primos e, desses, pro caçula do vizinho...

Pensando na simplicidade das coisas daquela época e no valor das coisas àquela época eu animei de fazer alguns Divininhos usando como base cds velhos, com software defasado ou com a imagem daquela tomografia insana do dedão do pé que dói em dias de chuva... (esquece essa parte, gente... Afinal, reciclar é preciso!).

Aqui apresento essa pecinha simples, com carinha daquelas coisinhas feitas pela vovó (ou pela tia) para enfeitar sua casinha antiguinha com cadeira de balanço numa varanda fresquinha cheia de flores prum quintal onde serelepam crianças e serenatam passarinhos...


coisicasartesanais.blogspot.com.br
R$ 23,00 + frete


Técnicas e material: tecido, flores, fitas e pombinho de madeira (patinado e pintado à mão) aplicados sobre "CD" com defeito.

Medidas: 33cm de altura (considerando a extensão das fitas), 14,5cm de diâmetro, 3 cm de profundidade (considerando a "barriguinha" do pombinho).

coisicasartesanais.blogspot.com.br
Detalhe: pombinho patinado e pintado à mão


Quem tiver interesse na peça, basta entrar em contato através do e.mail coisicas.artesanais@gmail.com para tirar dúvidas sobre frete e forma de pagamento.
...............................................................................................................................................................

5 de dezembro de 2015

Flory Menezes - Realismo e delicadeza


Quem anda lendo postagens minhas por aqui já deve saber que fui aluna da Flory Menezes - num curtíssimo mas delicioso espaço de tempo, no ano de 2014. Mas antes de me tornar aluna eu já tinha adquirido uma peça sua (isso muito antes de eu sequer sonhar fazer aulas de escultura!).

A peça é um São Francisquinho (lindo!) de Assis. Sentadinho num toco, de calças curtas, as canelas de fora... Os cotovelos sobre os joelhos e as mãos cruzadas servindo de apoio ao rosto... Um pássaro branco pousado na perna esquerda, um outro pássaro no ombro direito... E uma carinha serena de quietude e contemplação... de Paz e Bem...

Era dezembro de 2008. As festas de fim de ano estavam muito próximas. Vi o tal Francisco na vitrine de uma galeria em Búzios (RJ) - a galeria da Flory que, à época, eu nem sonhava conhecer! Me encantei com a delicadeza daquela peça (e, claro, com a sua "novidade iconográfica", né? Uma "tara" minha... - entenda melhor aqui) e, como estávamos pertinho do Natal, não me fiz de rogada e a pedi de presente ao marido! 

Entramos na loja e compramos a peça. Eu, muito feliz da vida! Não lembro mais nada. Só lembro que a dona que nos atendeu pareceu também feliz de ver a minha alegria. E o Francisquinho da Flory veio cá pra casa embelezar e trazer encanto pros meus olhos e se juntar a outros Francisquinhos num cantinho da minha sala. 


coisicasartesanais.blogspot.com.br
São Francisco (lindo!) da Flory...

Alguns anos se passaram... Cinco a seis anos... E na virada para 2014 eu fiz uma viagem que mexeu comigo de maneira especial... Voltei pra casa com uma vontade inquieta de mexer com barro e criar... "coisas", figuras, personagens, santinhos... Era uma vontade que, embora tímida, latejava...

E lá fui eu catar na internet algo que nem sabia bem direito o quê... Aulas de cerâmica? Não. O que eu queria mesmo (isso me explicou uma ceramista com quem eu havia feito um primeiro contato) eram aulas de escultura! - e me indicou uma artista plástica sua conhecida: Flory Menezes (!)...

Mas, vixe! Como é que eu, tendo já uma peça da Flory em casa, não pensei nisso antes? Sim, porque a peça foi comprada em Búzios mas na sacola onde foi embalada estava escrito que a artista tinha ateliê também no Rio!
 

"Quantas vezes a gente, em busca da ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão, por toda parte, os óculos procura
Tendo-os na ponta do nariz!"
(Mário Quintana - Da felicidade)


A Flory é uma pessoa encantadora! Além de professora zelosa e dedicada! (E querida, e risonha, alegre, gentil!)... Conduz alunos de diferentes histórias, vontades e estilos criativos, "mapeando" e trazendo à tona o que cada um tem a desenvolver para encontrar o "seu melhor" no contato com a escultura em cerâmica. Ainda por cima, é uma artista que cria peças, a meu ver, incríveis! Por reunirem elementos que as conferem um realismo estonteante e pelo toque de leveza e de "descontração" presentes nas suas composições, especialmente a partir das muitas texturas (por ela experimentadas com propriedade de mestre) que inundam suas peças de uma naturalidade ímpar! Tudo isso sem deixar de lado a delicadeza comum apenas àqueles dotados de extrema sensibilidade artística...

Flory Menezes alia, brilhantemente, técnica e sensibilidade e nos apresenta um realismo com doçura, sem "crueza", sem "rigidez". Não é incisivo, é sutil. Não expõe, insinua. Não quer te convencer de nada, simplesmente te faz crer. Porque traz movimento e leveza que se desdobram em gestos e olhares em peças riquíssimas em detalhes, mas aqueles detalhes tão profundos que fazem parecer que suas peças têm alma (e têm!). Daí, ninguém se espantaria se alguma criatura divina, um deus, passando diante de uma peça sua a quisesse soprar nas narinas, só de curiosidade, intrigado... E tampouco causaria espanto se, a partir de um gesto desses, uma peça da Flory saísse de fato caminhando...

Conheça mais sobre as obras e o trabalho da Flory, aqui!

E veja aqui! a primeira peça que fiz enquanto aluna da Flory!
...............................................................................................................................................................

4 de dezembro de 2015

Coisicas Artesanais - Bijus


Já tive cá a minha fase de fazer bijus. E foi uma fase "pra valer"! Passava horas montando, encaixando, apertando, enfiando, colando, fechando elo, passando fio... Correntinhas, miçangas, perolinhas, strass, contas de açaí, svarowski... Badulaques, pendentes, penduricalhos, medalhinhas... E algumas dores de pescoço, vista cansada e as pontas dos dedos magoadas e doloridas... Mas depois deixei isso de lado e passei a me dedicar a pequenas peças decorativas.

Tive uma recaída alguns anos atrás quando decidi fazer um cordão para dar de presente de aniversário a uma amiga. Naquela ocasião, (re)visitando as lojinhas de material para confecção de tal prenda, eu tive um (digamos...) pequeno surto pré-criativo de auto-confiança produtiva (?!!?!!!) e comprei material suficiente para fazer colares para dar pr'umas ... 60 amigas!!! 

(Gente... Eu nem tenho 60 amigas!)

Bem... boa parte já vendi naquela ocasião mesmo, presenteei, fiz escambo... Restam ainda estes aqui*, que eu vou vender bem baratinho... pra não ter de voltar com eles pra casa ;)

Ó a xepa, freguesa!

coisicasartesanais.blogspot.com.br
Pechincha: R$ 8,00 cada cordãozinho (+ frete)

coisicasartesanais.blogspot.com.br
Detalhes...


coisicasartesanais.blogspot.com.br
"Moça bonita não paga mas também não leva" - R$ 12,00 cada (+frete)



coisicasartesanais.blogspot.com.br
Penduricalhos para retrovisor: R$ 6,00 cada (+ frete)

coisicasartesanais.blogspot.com.br
Detalhe: Santo Antônio com fitinha arco-íris ;)  ...   e São Judas Tadeu pras causas mais difíceis ("impossível" pra Ele não tem!)



Quem tiver interesse em alguma prenda, basta entrar em contato através do e.mail coisicas.artesanais@gmail.com para tirar dúvidas sobre as medidas, frete e forma de pagamento.

* sujeito à verificar disponibilidade, porque algumas pecinhas já se foram por aí... ;)
..............................................................................................................................................................

30 de novembro de 2015

Marcos e Noeli - o simples e o transcendental juntos


Conheci o trabalho deste casal querido no festival de cultura paulista Revelando São Paulo, que acontece em quatro edições anuais revelando as tradições culturais daquele Estado em diferentes cidades. No festival (imperdível, aliás! - depois dá uma olhadinha aqui, ó), Marcos e Noeli participam como expositores, representando Santana de Parnaíba. 

Suas peças são esculpidas em madeira e a maioria recebe um acabamento apenas em cera, deixando expostos seus belos tons acastanhados. São peças, geralmente, pequeninas e de uma delicadeza estética ímpar. Entre os temas preferidos do casal encontramos belíssimas representações de São Francisco de Assis, outras do Divino (extensamente difundido no Brasil na figura de um pombo com asas abertas) e de alguns Orixás, além de peças que remetem a um período mais remoto de produção artística iorubana.

Tenho duas peças do casal (por enquanto!). Uma, um Francisquinho agachadinho com as mãos apoiadas sobre as pernas a olhar um passarinho no chão que parece o estar encarando de volta e conversando com ele em "passarinhês"... Toda vez que meus olhos "batem" nesta peça e veem esta "cena" meu coração se enternece (é muito encanto!)... A outra peça é um Francisquinho sentado com as pernas esticadas e a coluna impecavelmente ereta (fazendo lembrar um iogue dedicado). Tem um passarinho pousado na ponta dos pés e outro na mão, erguida na altura do seu rosto.


coisicasartesanais@blogspot.com.br
São Francisco de Marcos e Noeli


Já havia comentado aqui o meu gosto por representações populares que tiram um santo do seu "lugar comum". São Francisco, por gozar de grandíssima popularidade em muitos países, talvez seja dos santos mais "livres" neste aspecto... Existem representações as mais diversas para Francisco! Francisco com passarinhos, Francisco amparando Jesus na Cruz (numa alusão à atemporalidade da alma e sugerindo o recebimento dos estigmas, as chagas de Cristo, que o santificam), Francisco com um crânio, com um crucifixo (ou com ambos), Francisco sorrindo, Francisco orando...

Os Franciscos de Marcos e Noeli são simples. De uma simplicidade profunda e bela - franciscana, eu diria até. Sem adornos, sem cores, sem demais elementos que "mascarem" o essencial, sem "desimportâncias". Com tanta simplicidade, o foco se volta para a força da cena que se representa - sempre gentil, doce, despretensiosa. E por isso estas peças são tão encantadoras! Porque nelas você vê Francisco, não a criatura revestida de intangível santidade, mas o homem simples com alma desnuda de menino, curioso diante dum passarinho ou placidamente confiante e sereno diante de um lobo e para quem, naquela representação, aquele momento (o passarinho ou o lobo) parece ser a coisa mais importante no mundo...

coisicasartesanais.blogspot.com.br
São Francisco de Marcos e Noeli


Além desta característica, há uma outra que também me agrada muito na obra do casal. É que a simplicidade de suas peças transcende a "cena" e percebe-se presente também nos próprios traços do seu entalhe, permitindo que a madeira seja parte da representação artística, de modo particular e intrínseco. A madeira passa a ter um papel importante, servindo de abrigo para as figuras que a ela se ajustam em nobres e generosos gestos de caber-se, de incorporar-se.... 

Este aspecto, de um certo modo, parece que dialoga com a simplicidade prima e rudimentar das peças que remontam à antiguidade iorubana, também produzidas pelo casal. Quando você vê, lado a lado, seus Franciscos e seus ícones fetichistas nas exposições de que participam isso parece mais claro. Os traços de entalhe destes se comunicam com os traços de entalhe daqueles.

coisicasartesanais.blogspot.com.br
Oxum de Marcos e Noeli

Ademais, é certo que este traço característico nas suas peças está, antes, na alma do artista e passa da sua alma para as suas mãos e, destas, para o que ele cria. Afinal, uma criação não é senão o aflorar material de conteúdos imateriais que carregamos cá dentro... Neste sentido, a obra de Marcos e Noeli é carregada de elementos simbólicos e pequenos diálogos em diversas camadas de ancestralidade. Causa impacto pela simplicidade e porque, ali, sem que nos demos conta exatamente, estamos diante de elementos que fazem contato com o transcendental que habita em nós.

Conheça o trabalho de Marcos e Noeli aqui, ó!
 
* * * 
Leia aqui a entrevista que Marcos e Noeli concederam ao Coisicas Artesanais! 
.............................................................................................................................................................. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...