2 de abril de 2018

"Tipo" PAP - vidrinhos aromatizantes (e um mote pra falar de Óleos Essenciais)


É "tipo" PAP porque o aroma eu já compro pronto. E porque não existe realmente nenhuma dificuldade ou barreira criativa a ser superada para se montar esses vidrinhos. Mais um post para uma série (não premeditada) de PAPs "sem vergonha" ;P


(Veja o primeiro deles aqui) 

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos - vidrinhos com aroma

Não havendo mesmo mistério algum, enfeite os vidrinhos como melhor lhe pareça, encha com lavandinhas ou outros perfuminhos e aplique os palitinhos.

Para aromatizantes bem básicos, você vai precisar de:
- vidrinhos;
- tua essência favorita;
- palitinhos vendidos em casas de essências;
- cordinhas, fitas, barbantes e continhas.

Se quiser incrementar um cadiquin, junte ainda:
- medalhinhas, pingentes ou botões;
- retalhinhos de tecido cortados em formato de coração;
- pedacinhos de renda, passanamaria ou coisa similar;
- cola branca e pincel para aplicar tecidinhos e rendinhas;
álcool e "cotonete" para limpar o excesso de cola no vidro.

E se quiser dar uma "produça" mais "tananãm" no teu vidrinho, arrume também:
- palitinhos com flor de cerâmica na ponta (encontrados nas casas de essências)
OU...
- flor de madeira para aplicar, você mesma/o, num palitinho.

Pronto! Arrumei algo que explicar neste PAP! Faça um palitinho com flor de madeira na ponta! ;)

Tenha em mãos:
- uma flor de madeira e um palitinho ;)
- verruma pequena;
- chave de fenda pequena;
- cola quente ou cola de madeira ou super-cola (dessas que colam tudo - até o dedo!)

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos - Vidrinhos com aroma


Coloque a pontinha da verruma em posição diagonal no verso da flor e gire a ferramenta pelo  seu "gancho", fazendo leve pressão para furar a madeira. Atente para a profundidade da tua flor, cuidando para não "vazar" o furo pela frente, ok? Esse furo deve ser feito na diagonal, para o palitinho poder ser encaixado num ângulo agudo (fechadinho), de modo que a flor fique "de frente" para quem olha o vidrinho, e não "chapada", virada pra cima.

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos - Flor de madeira no palito para aromatizante


Com uma chave de fenda pequenina, "force" o furo, fazendo movimentos laterais para alargar o buraco o suficiente pra poder encaixar o palitinho. Passe uma gotinha de cola e encaixe o palitinho. Deixe secar.

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos - Flor de madeira no palito para aromatizante


Obs.: eu acho mais bacana que o palitinho da flor seja mais curto que os demais palitos. No caso dos palitos com flor de cerâmica, vc pode escolher em qual ponto quebrá-lo para deixá-lo no tamanho que mais lhe agrade. No caso do palitinho com flor de madeira, você pode comprar um pauzinho de laranjeira (desses de tirar o esmalte no canto das unhas) e aproveitar, inclusive, o seu formato angulado numa das pontas para encaixá-lo com mais facilidade no buraco que acabou de fazer na flor. 

A ideia é deixar fluir a imaginação! Vc pode fazer mil vidrinhos e espalhar pela casa... Na bancada do banheiro, na mesinha de cabeceira (lavanda ajuda a ter bons sonhos, sabia?), num aparador próximo à entrada da casa, na mesa do escritório ou na escrivaninha das crianças (ah, e alecrim é ótimo para a concentração!)...  E você pode fazer também vidrinhos para presentear a quem te seja caro! ♥

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos - vidrinhos com aroma

E por falar em cheiro bom... 

Conheça as propriedades terapêuticas de alguns óleos essenciais:


Bom, antes de mais nada é preciso dizer que essência é uma coisa e óleo essencial é outra coisa. Essências, fragrâncias, perfumes, aromatizantes e afins "fazem bem" porque deixam o ambiente cheiroso e isso pode ser muito agradável (a depender da fragrância escolhida e do gosto pessoal de cada um, claro). E só. Seus benefícios acabam por aí.

Já os óleos essenciais carregam as propriedades curativas/terapêuticas das plantinhas de onde foram extraídos. É como se fossem o "chá", o "suprassumo" delas. E hoje, mais que figurarem num rol de conhecimentos antes restritos à "sabedoria popular", os benefícios dessas plantinhas vêm sendo (re)descobertos e confirmados cientificamente... 

Ah... Vovó bem que sabia das coisas! ;)

Alecrim - traz energia e vitalidade, objetividade e foco, sendo indicado para ambientes de estudos e trabalho ou onde se requeira concentração; limpa o ambiente; expande a respiração e auxilia em casos de congestão nasal e dores de cabeça. Adstringente e secativo, auxilia contra cravos e espinhas. Deve ser evitado o seu uso próximo à hora de dormir.

Sugestão de usopingue uma gotinha na palma da mão, friccione de leve as mãos para espalhar o produto e, então, faça uma massagem facial. Inspire profundamente. Experimente fazer isso ao acordar, para carregar de boas energias teu despertar.

Cipreste - acalma o coração inquieto, traz resiliência e aceitação e ajuda a manter o "contato" com o "agora"; auxilia em casos de congestão nasal e problemas das vias respiratórias; alivia o desconforto nas pernas e nos pés causado por inchaço e má circulação.

Sugestão de uso: pingue de 3 a 6 gotinhas num pouquinho de creme hidratante neutro (apenas na quantidade que pretende usar de imediato) e faça massagem nas pernas e pés.

Cravo - resgata o bom humor e a autoconfiança, fortalece a memória e afasta a estafa mental e o desânimo, sendo também indicado para ambientes de estudo e trabalho ou para aromatizar a casa no dia de encarar aquele "faxinão" que vinha sendo protelado; antifúngico e antibacteriano, restaura e preserva a saúde das unhas e dos pés. 

Sugestão de uso: pingue 3 gotinhas num pouquinho de creme hidratante neutro (apenas na quantidade que pretende usar de imediato) e aplique nos pés. Ou, ainda, para encarar o faxinão: dilua de 6 a 10 gotas em uma colher de álcool e misture em 1 litro d'água. Molhe panos de limpeza e panos de chão nessa água, esprema bem e passe nos móveis e por toda a casa.

Lavanda - traz tranquilidade e leveza para o ambiente; alivia a sensação de "peito apertado" por angústia; bom contra insônia; expande a respiração e auxilia em casos de congestão nasal e dores de cabeça causadas por estresse. Tem propriedades hidratantes.

Sugestão de uso: pingue uma gotinha no peito ou no travesseiro na hora de dormir, deite-se do modo mais confortável, respire profundamente e relaxe... É possível também pingar uma gotinha na mão, espalhar e fazer uma massagem facial, respirando profundamente.

Todos esses óleos podem ser usados também em rechauds elétricos, aromatizando todo um ambiente, ou em cordões que tenham continhas ou medalhas de cerâmica ou madeira, aromatizando o teu "ambiente individual". Veja  aqui uma dica de cordão que pode ser usado para este fim.

ATENÇÃO: é muito importante que se diga aqui que a grande maioria dos Óleos Essenciais não pode ser aplicada diretamente sobre a pele, sob o risco de causar irritação e alergias severas, uma vez que são muito fortes e concentrados. O de alecrim, o de lavanda e o de cipreste são exceções e, sim, podem ser aplicados diretamente sobre a pele (mas com bom senso e moderação, sem exageros: de uma a duas gotinhas, tá? E evitando-se contato com olhos e mucosas). Aliás, esses 3 OEs fazem parte do meu "kit-sobrevivência"! rs... Amooo! Não vivo sem! E faço massagens faciais com os 3: alecrim pra acordar com disposição em dias de preguiça, cipreste quando estou atacada de sinusite e lavanda para acalmar a mente antes de dormir... Não necessariamente nesta ordem ;)


JARDIM ENCANTADO
(Simone dos Santos)

Folha, flor, botão... Encanto.
Toda planta benfazeja
é a vida que sobeja
em constante celebrar!

Alecrim pra secar pranto,
louro se a força fraqueja,
lavanda, paz que festeja,
jasmim pra querer amar...

♥ ♥ ♥

....................................................................................................................................................

10 de março de 2018

Coisicas Artesanais - Um "tipo-estandarte" do Divino


Alguns anos atrás eu andei fazendo uns "tipo-estandartes" com Divininhos aplicados a bases retangulares de palha (que, se não me engano, havia comprado como "descansos" para servir à mesa).

À época, eu fiquei com um projetinho muito fofo por fazer, porque meus "descansos" (então usados como base de "estandarte") haviam acabado e eu procurei-procurei, mas... Nunca mais encontrei do jeitinho que eu queria...

Recentemente, encontrei um joguinho de descansos muito bonito - um desbunde de lindo, mega alegre e colorido! Não é como o que eu buscava e nem pude fazer (ainda) o tal projetinho fofo - que exige cores suaves e permanecerá guardado na 'caixola', aguardandinho a ocasião certa... 

Em compensação, me foi possível montar esta belezinha que, além de fofa, traz elementos de diferentes cantos no Brasil.

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos

Descrição: "Estandarte" montado sobre descanso de panela feito de fibra de bananeira (adquirido da ARTEMIRA - Associação de Artesãos de Miracatu - SP), com aplicação de renda frivolitè (adquirida numa barraquinha do Maranhão, numa feira de agricultura familiar ocorrida no Rio de Janeiro muitos anos atrás) e um pombinho de madeira (comprado mais recentemente em Tiradentes, MG). Vamos combinar que essa pecinha aí é praticamente um "mix Brasil", né não? ;) Sai a R$ 50,00 + frete.

Gostou? Quer procê? Entra em contato comigo pelo e.mail abaixo:

coisicas.artesanais@gmail.com
...............................................................................................................................................................

18 de fevereiro de 2018

Coisicas Artesanais - Porta-momento-feliz ou Moldura pra tua mais fofa foto ;)

Com perdão do quase cacófato - não resisti ;P



Hoje venho publicar 3 porta-retratos.

Há uns anos imaginei fazer um projetinho pro mural de fotos da minha casa, um projeto em que eu pudesse replicar um poema da Camila Lordeli, que cria "poesia nas coisas" no seu Eulíricas... Nunca cheguei a concluir o projeto e ele não chegou a interagir com as fotos de viagens espalhadas pela parede-mural da minha antiga morada. Outras viagens vieram, novas fotos foram agregadas, algumas voltaram pro álbum, me mudei de casa, as fotos e o mural também... E o projetinho caiu no esquecimento. Mas não a beleza daquele poema. Esta permaneceu.

E agora eu tomo a liberdade de (aproveitando que estamos falando de fotos, de porta-retratos e de momentos que queremos guardar com carinho) citar o poema da Camila...

"Para que tenhamos o que fomos
e eternizemos o que nos seja breve
guardemos bem
meu bem
o que somos
para que o tempo não leve"
Camila Lordeli - Eulíricas

Lindo, né? ♥ ♥ 

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos
Romantiquinho...


Coisicas Artesanais - Simone dos Santos
Barroquinho...

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos
Fofo! (VENDIDO)

Descrição: Os três porta-retratos são de MDF, com placa de compensado no fundo e vidro para proteger a tua foto. Servem para fotos 10x15, ok? Todos têm furos no verso que permitem serem pendurados na vertical ou na horizontal (o que não serve muito pro último deles, por conta da posição dos corações). Saem a R$ 27 cada + frete. Se você gostou e quer comprar algum, entre em contato comigo pelo e.mail abaixo e a gente combina pagamento e entrega ;)

coisicas.artesanais@gmail.com


Atualizado em 09/03/2018: apenas os dois primeiros porta-retratos continuam disponíveis para venda. O "fofo!", mais coloridinho, já foi arrematado ;)
...............................................................................................................................................................

9 de janeiro de 2018

Entrevista com Felipe Callipo


Oba! Mais uma entrevista aqui no Coisicas! Adoro! :)

Acho que já disse aqui o quanto eu curto de montão essa sessão de entrevistas, né? Sim, porque é uma oportunidade muito bacana de conhecer um cadiquinho mais o artista por trás da obra e a pessoa por trás do artista...

Felipe Callipo é uma pessoa e um artista que eu admiro muitíssimo! O artista, que faz um trabalho belíssimo e conscientemente representativo da produção barroca ocorrida no Brasil nos tempos de colônia, eu já mostrei em outro post - leia aqui.

Agora vos convido a conhecer também a pessoa, "o cara", o Felipe "figura", o jovem simpático, bom de prosa, espirituoso e acessível, ao mesmo tempo brincalhão e discreto... 

Já havia algum tempo eu estava "me devendo" (e ao Coisicas) tirar uma horinha para sentar com ele e ter essa prosa. E eis que chegou a ocasião!

Cosicas Artesanais - Felipe, onde você nasceu e em qual data?
Felipe Callipo - Nasci em Mogi das Cruzes, interior de São Paulo, no dia 16 de setembro de 1978.

C.A. - Quais eram suas brincadeiras preferidas na infância?
F. C. - Era só futebol.

C.A. - Só futebol??
F.C. - Só, rs.

C.A. - Bola de gude, pipa... nada?
F. C. - Só futebol, rs...

C.A. - Rs... Tá... Nessa época você já tinha contato com o barro, certo? 
F.C. - É, porque eu aprendi a fazer com o meu pai, então, né... rs

C.A. - Sim... Aliás, o teu pai é um cara que eu também quero "trazer" aqui no Coisicas um dia, pra  mostrar o trabalho dele... Tô me devendo mais essa, rs... Bem..., na infância, você pensava em se tornar o quê quando crescesse? Ser escultor, assim como o teu pai, passava pela tua cabeça?
F.C. - Não. Eu sempre pensei em ser advogado, mas aí não tive dinheiro pra fazer a faculdade, aí eu fiz química, rs... Mas também não queria trabalhar em fábrica, porque eu sou meio preguiçoso, rsrs... Aí fiz artes, aí nas artes deu certo! rsrs...

C.A. - Ufa, ainda bem! Rsrs...  Então você fez escola de artes?
F.C. - É, fiz faculdade de artes. Porque o meu pai dava aula numa faculdade e porque ele falou que se eu queria ser um artista eu tinha que ter uma formação.

C.A. -  Humm... Você cresceu vendo o trabalho do teu pai e também já criava as tuas próprias peças e, então, veio a faculdade... Você acha que o aprendizado acadêmico mudou alguma coisa no teu modo de fazer as tuas peças?
F.C. - Não. Só que eu comecei a valorizar mais o popular... Eu gostava muito de arte renascentista, ah! Aquelas coisas maravilhosas, gigantes! E eu comecei a valorizar o popular. Mas foi participando e vendo e indo em museu... E hoje eu dou muito mais valor ao popular que ao erudito.

C.A. - Curioso, isso... Porque é muito comum ocorrer o oposto, né?... Que, após passar pela academia, alguns olhares releguem o popular a segundo plano ou o considerem "coisa menor"...
F.C. - Ah! E como eu posso?? O popular é a minha base, eu nasci no meio disso, faz parte da minha vida!

C.A. - É mesmo... E é muito interessante esse teu relato... Porque mostra a força cultural que o meio em que estamos inseridos exerce sobre nós, moldando nossas preferências, influenciando nossas escolhas, nossos modos de expressão (moralmente ou esteticamente)... E, vem cá... Quando vc se deu conta de que isso era "pra valer", de que isso seria o teu trabalho?
F.C. - Ói, é... acho que... quando eu tinha uns vinte, vinte e poucos anos, que eu comecei de fato a fazer peças com mais afinco, pra vender...

C.A. - E as peças sacras? Em que momento você passou a esculpir santos? Movido pelo quê?
F.C. - Ah, desde o começo... Comecei fazendo Divino. Quando era moleque, fazia Divino Espírito Santo. Eu sou de Mogi das Cruzes, lá isso é muito forte...

C.A. - Mais uma vez a força do meio... ;)
F.C. - É... E porque vendia muito também! rsrs Aí, uma coisa junta com a outra... rs

C.A. - Rs, tá certo... Bem, a demanda não deixa de ser também uma força (e contundente!) do meio, rsrs... Felipe, é correto afirmar que a tua linguagem é barroca, né?
F.C. - É... Eu busco o barroco paulista.

C.A. - Por quê?
F.C. - Porque tá acabando, ninguém mais faz... Eu não conheço 3 pessoas que fazem isso que eu faço, e é triste isso.

C.A. - O que te inspira nas tuas criações artísticas?
F.C. - Deixar alguma coisa pro futuro, porque eu tô vendo que hoje ninguém tá deixando nada pro futuro... Se a gente não deixar alguma coisa... vai ficar feio daqui a alguns séculos...

C.A. - Como foi no começo?
F.C. - Nossa!... O começo é difícil! Na verdade é difícil até hoje! rs... Mas no começo é muito mais difícil... Pra vc conseguir achar uma linha de trabalho, se encaixar no mercado... É complicado. Depois que encaixou, vai embora, a coisa segue, mas até chegar aí... é difícil, viu?...

C.A. - Você considera que hoje já está "encaixado"?
F.C. - Ah, eu já tenho um certo conhecimento do que eu tenho que fazer pra me dar bem, então é tranquilo.

C.A. - Felipe, você tem alguma dica ou mensagem que possa deixar para quem está começando a trilhar o caminho da cerâmica e da produção artística de imagens sacras?
F.C. - Não desistir. Porque... Acho que quando faltar um pouquinho pra alcançar, assim, vai dar uma vontade imensa de desistir, mas é não desistir. Eu tive dois, três amigos que tinham um trabalho muito bonito e que desistiram. Fui no shopping e vi um desses caras trabalhando numa loja de vender celular... Me cortou o coração, porque é um "p...to" dum artista! O financeiro falou mais alto, ele teve que buscar uma fonte de renda, mas dói o coração, então, a mensagem é não desistir!

Já em "OFF", com o gravador desligado...
Simone - Poxa, Felipe, super valeu! Obrigadíssima! Demais da conta!
Felipe - Ué!... Era só isso? Já acabou??...
Simone - Cabô-ué! Cê tá pensando que isso aqui é programa de televisão?? Rs...
Felipe -  Ah! Eu achei que tinha mais! Rsrs...

Coisicas Artesanais - Entrevista com Felipe Callipo
Felipe se divertindo em breve pausa de 'poses-chacota' impagáveis (e impublicáveis, rs...) 
feitas para as lentes do Coisicas Artesanais, enquanto trabalhava algumas de suas peças.
Revelando São Paulo - SP, dezembro de 2017 - Foto: Dagô

Felipe, querido! Muuuuuuito grata por essa entrevista aqui para o Coisicas! Te admiro muitíssimo, muito mesmo! Tanto pelo teu trabalho, que é de tirar o chapéu e que, mesmo sendo "popular", está carregado de erudição (se me permite o atrevimento de tal comparação, rs), como pela pessoa bacana, simples, simpática e super acessível que você é! Muito agradecida! É uma grande honra ter você proseando aqui  conosco no Coisicas! :)

Que você continue construindo e trilhando esse caminho tão belo e de maneira tão consciente (tão sabedora do que quer!), buscando nas tuas raízes, nas bases da tua formação enquanto indivíduo e nas coisas que aprendeu com teu pai, os elementos de que precisa para transformar fé e cultura típicas da nossa identidade popular em verdadeiras Obras de Arte!
...............................................................................................................................................................

8 de janeiro de 2018

Coisicas Artesanais - Quadrinhos de flores em madeira


Uns restos de tábua, uns tocos, ripinhas e flores em madeira, stencil, uma canção... Tintas,  cores, cera, pincéis, um quê de saudade e alguma inquietação...


"Para moças flores, janelas e quintais"
(Ponta de areia - Milton Nascimento e Fernando Brant)


Coisicas Artesanais - Simone dos Santos
Flores numa janelinha estilizada...


Coisicas Artesanais - Simone dos Santos
Ainda flores...

Coisicas Artesanais - Simone dos Santos
...e mais flores!

Medidas e valores: A primeira pecinha tem aproximadamente 19 cm de largura por 19,5 cm de altura e 3 cm de profundidade e sai a R$ 60,00 (+ frete). A segunda pecinha tem, aproximadamente, 12,5 cm x 9 cm, com 3 cm de profundidade e sai a R$ 30,00 (+ frete). Já a última pecinha tem, aproximadamente, 10 cm x 15 cm, com 3,5 cm de profundidade e sai a R$ 30,00 (+ frete).   

Para maiores informações, entre em contato:
...............................................................................................................................................................
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...